UE não vai permitir que países-membros lancem suas próprias criptomoedas

UE não vai permitir que países-membros lancem suas próprias criptomoedas 1

UE não vai permitir que países-membros lancem suas próprias criptomoedas 2

Parece que a União Europeia não apoiará a criação de nenhuma criptomoeda soberana em seus países-membros. Segundo Mario Draghi, a Estônia não poderá ter sua própria criptomoeda e nem outros países que fazem parte da UE. A declaração do presidente do Banco Central Europeu (BCE) apresenta o euro como a única moeda soberana no bloco de países.

A União Europeia não apoiará a criação de criptomoedas por seus países-membros. Assim como desejou a Estônia, outros 27 países poderiam apresentar projetos semelhantes. Porém, se depender do bloco de países europeus, nenhuma criptomoeda deverá ser criada.

Estônia não terá sua própria criptomoeda

A Estônia faz parte da União Europeia e pretendia lançar sua própria criptomoeda. O criptoativo seria controlado pela estado, fazendo com que a criptomoeda fosse considerada soberana no país. Contudo, a UE já demonstrou claros sinais de que reprovará qualquer projeto relacionado a criação de criptomoedas.

Em uma dura declaração, Mario Draghi atestou que apenas o euro pode ser considerado uma moeda soberana no território da UE. A Estônia foi um dos primeiros países-membros da UE a declarar interesse em criar uma criptomoeda soberana. O projeto poderia se chamar estcoin.

Segundo publicação, a proposta do projeto  estcoin foi apresentada por Kaspar Korjus. O chefe de projetos de residência eletrônica da Estônia foi responsável por apresentar a ideia de uma criptomoeda soberana ao governo.

França e outros países demonstram preocupação

O mercado de criptomoedas é visto com apreensão por países da UE como a França, por exemplo. Para o país governado por Emmanuel Macron, criptomoedas como a Libra do Facebook podem afetar a soberania de bancos centrais. A preocupação com projetos como o do Facebook foi apresentada em uma reunião do Bank of International Settlements (BIS).

O grupo, que representa bancos centrais de todo mundo, se reuniu com representantes do projeto Libra do Facebook. O encontro aconteceu recentemente em Basileia, na Suíça. Na ocasião, stablecoins como a Libra do Facebook foram analisadas por grandes países como a França.

O evento foi presidido por Benoit Coeure, que declarou que stablecoins ameaçam as moedas soberanas. O membro do conselho consultivo pode apresentam algum parecer para a UE, em que criptomoedas como a Libra do Facebook são reprovadas.

Relatório recente contesta parecer sobre risco a economia

Enquanto isso, um relatório publicado pelo próprio BCE contesta as afirmações recentes sobre criptomoedas. Publicado há quatro meses atrás, o estudo demonstra que as criptomoedas não ofereciam risco a economia mundial. Além disso, o relatório aponta que a UE deveria adotar uma posição de neutralidade em relação a restringir ou deliberar o uso de criptomoedas no território europeu.

Outro posicionamento que reforça uma opinião contrária é a posse da futura presidente do BCE, Christine Lagarde. Para a executiva, as criptomoedas representam um importante impacto no mercado financeiro mundial. Em declaração sobre o mercado, a até então diretora-gerente do FMI não descarta a adoção de criptomoedas.

“Os bancos centrais e os supervisores precisam garantir a segurança do setor financeiro, mas também estar aberto às oportunidades oferecidas pelas mudanças”.





What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Atlas divulga vídeo que exibe saldo em exchanges 22

Atlas divulga vídeo que exibe saldo em exchanges

Atlas Quantum mostra saldo em três exchanges mas crise segue sem prazo de solução 23

Atlas Quantum mostra saldo em três exchanges mas crise segue sem prazo de solução