Secretário de Estado dos EUA Pompeo: Bitcoin precisa de “regulamentação bancária”

Secretário de Estado dos EUA Pompeo: Bitcoin precisa de "regulamentação bancária" 1

Em entrevista à CNBC Squawk Box. Pompeo defende um aumento significativo dos processos regulatórios envolvendo Bitcoin e criptomoedas

Bitcoin (BTC) precisa ser tão bem regulamentado quanto SWIFT, comentou o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em entrevista à CNBC Squawk Box. Pompeo mencionou a ameaça do terrorismo após o 11 de setembro como um dos principais impulsionadores da regulamentação monetária mais rigorosa.

As opiniões de Pompeo são semelhantes às do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, que vê o Bitcoin como uma ferramenta usada para lavar dinheiro com muito mais frequência em comparação com a moeda fiduciária.

“Olhe, o risco com transações anônimas é aquele que todos nós conhecemos bem. Sabemos disso a partir do 11 de setembro e da atividade terrorista que ocorreu nos 15 anos anteriores àquela em que não tivemos um bom acompanhamento, não tínhamos a capacidade de entender os fluxos de dinheiro e quem o movimentava ”, comentou Pompeo.

Transações em BTC não são totalmente anônimas e existem várias técnicas para rastrear remetentes e destinatários. No entanto, não há limitação para enviar somas maiores, ao contrário das restrições bancárias em aplicativos de tecnologia financeira. Embora Pompeo não tenha identificado nenhum ativo digital específico, ele sugeriu que o Bitcoin e outras moedas podem estar aumentando os fluxos de dinheiro relacionados ao terrorismo.

A rede do BTC também é uma das mais amplamente exploradas pelas forças da lei e pelas startups. Uma cadeia de transações de uma troca pode vincular uma identidade do mundo real a uma série de endereços ou carteiras. As ferramentas de análise revelam redes de conexões entre remetentes e receptores e, mais recentemente, os serviços de mixagem do Bitcoin ficaram sob os golpes da lei.

Em 2019, a tendência geral é aumentar a supervisão dos ativos digitais, com base em várias ameaças. A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA está interessada em rastrear os vendedores de tokens que são considerados infratores da lei de valores mobiliários. A Procuradoria Geral de Nova York (NYAG) tem lutado para continuar sua investigação da iFinex e da Tether, Inc. Os advogados do estado também costumam ter como alvo projetos relacionados a criptomoedas fraudulentas.

No ano passado, a maioria dos operadores do mercado aumentou a vigilância dos comerciantes, implementando procedimentos KYC em uma escala mais ampla. Essa mudança na regulamentação chegou depois de anos de regras relativamente frouxas que permitiam a qualquer um usar criptomoedas para ocultar a transferência de fundos ou evitar impostos.

Fonte: Cryptovest


Foto de Marcelo Roncate



Foto de Marcelo Roncate


O autor: Marcelo Roncate

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.








What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Cofundador da Blockstream é contratado para divisão de criptomoedas da Square 20

Cofundador da Blockstream é contratado para divisão de criptomoedas da Square

Especialista em direito eletrônico defende que usuários antecipem declaração de criptoativos à Receita Federal 21

Especialista em direito eletrônico defende que usuários antecipem declaração de criptoativos à Receita Federal