Public Citizen engrossa a fila de críticos à Libra

Public Citizen engrossa a fila de críticos à Libra 1

A entidade se manifestou em carta, defendendo a moratória pedida pelo Comitê de Serviços Financeiros da Câmara ao Facebook. A Public Citizen é uma organização atuante na defesa do consumidor

A Public Citizen, uma organização americana focada na defesa do consumidor, torna-se mais uma entidade a se manifestar contrariamente ao projeto Libra. Numa carta aberta e endereçada ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, o presidente da organização se manifesta favoravelmente ao pedido de moratória apresentado pelo Congresso ao Facebook.

Robert Weissman reforça que seu testemunho reflete as opiniões da Public Citizen, que se afirma livre de vinculações políticas. O documento aponta que, caso o plano da player de mídias sociais de lançar uma moeda privada e global, há sérios riscos à economia e estabilidade financeira.

Dentre os pontos que o levam a essa conclusão, Weissman cita a falta de controle e garantia aos consumidores. São citados, ainda, o risco à soberania das politicas monetárias nacionais. Além disso, a carta se refere a possíveis crimes. O presidente da Public Citizen, diz, em tradução livre que  “o mundo da Libra será um lar acolhedor para os vendedores ambulantes e os golpistas”.

Por fim, o texto assinado pelo dirigente da entidade americana ainda afirma crer que muitas das afirmações que vem sendo apresentadas pelo Facebook sobre o funcionamento do sistema podem ser apenas uma forma de acalmar críticas. “Os formuladores de políticas não podem e não devem confiar nas representações do Facebook sobre como Libra e o Calibra irá opera”, afirma outro trecho do documento, também em tradução livre.

Carta endereçada à outra crítica

A carta de Robert Weissman é dirigida diretamente à presidente do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara. Maxine Waters é oura das personalidades do cenário financeiro americano que não tem poupado críticas ao projeto de criptomoeda do Facebook.

Em matéria do portal Money and Markets, ela se refere à Libra como uma ameaça à privacidade e à segurança nacionais. Conforme o canal de notícias, Waters tem deixado clara, desde sempre, sua postura contrária à moeda do Facebook, sem que haja uma análise mais criteriosa da proposta.

No mesmo sentido, o secretário do Tesouro americano, conforme o Money and Markets, afirmou preocupa-se com o uso da Libra para lavagem de dinheiro e financiamento terrorista.

COM INFORMAÇÕES DE: MONEY AND MARKETS


Foto de Daniela Risson



Foto de Daniela Risson


O autor: Daniela Risson

Jornalista desde sempre interessada pelos canais digitais, tem se dedicado à estratégia e produção de conteúdos. Em 2018, se aproximou da temática das criptomoedas e atua como redatora de projetos do mercado financeiro digital.








What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Importante time de futebol do Uruguai Peñarol pode criar sua própria criptomoeda 20

Importante time de futebol do Uruguai Peñarol pode criar sua própria criptomoeda

Unick Forex, FX Trading e Zero10 Clube estão na mira de hackers que ajudam Polícia Federal em investigação 21

Unick Forex, FX Trading e Zero10 Clube estão na mira de hackers que ajudam Polícia Federal em investigação