Huawei pode expandir serviços de blockchain para o Brasil


A Huawei, uma das maiores empresas de telecomunicações do mundo, revelou durante o CIAB Febraban que está coordenado uma expansão na América Latina que pode ser acompanhada pela disponibilização dos serviços em blockchain da empresa.

Embora a blockchain não seja o principal produto da companhia chinesa, como mostrou o CriptoFácil, ela tem estudado diferentes aplicações em DLT, uma delas envolvendo outras companhias em um projeto na cidade de Shenzhen para pagamentos de passagens do metrô com reconhecimento facial.

A empresa revelou que o plano de expansão pode também englobar a contratação de desenvolvedores para atuar em determinados produtos da empresa. Avesso a entrevistas, executivos da companhia evitavam conversar com a imprensa, mas destacaram que a Huawei já tem diversos contratos com o governo e que vem fazendo testes com seu 5G no país.

Como reportou o CriptoFácil, em outubro do ano passado, a Claro/NET juntou-se à Huawei e à Rede Globo para fazer uma demonstração de uma transmissão de vídeo Ultra-HD 8K em uma rede experimental 5G, durante a Futurecom 2018.

Sobre a “guerra” com os EUA, a empresa comentou que há muito ainda a ser debatido, mas que nada afetará os produtos que a empresa oferece aos clientes.

“Há ainda alguma dificuldade com o Android, mas em breve será solucionada”, revelou.

Leia também: Huawei e “guerra” entre EUA e China levará o preço do Bitcoin a US$20 mil, prevê trader



Source link

Comments (No)

Leave a Reply