Dois são presos por ‘extorsão a moda antiga’ a uma startup de cripto

Dois são presos por 'extorsão a moda antiga' a uma startup de cripto 1

Dois são presos por 'extorsão a moda antiga' a uma startup de cripto 2

As autoridades dos Estados Unidos prenderam dois indivíduos que supostamente ameaçaram destruir uma empresa de cripto se não recebessem milhões de dólares em criptomoedas.

Extorsão da startup cripto

Em 18 de setembro, o Ministério Público dos EUA para o Distrito Leste de Nova York, juntamente com o FBI, anunciou a prisão de Steven Nerayoff e Michael Hlady. Ambos os indivíduos foram acusados de extorsão de uma startup de criptomoeda e já fizeram sua primeira aparição no tribunal federal.

Nerayoff, o próprio advogado, foi supostamente contratado para ajudar na ICO de uma empresa com sede em Seattle e contratou o segundo acusado como seu “homem de operações”.

Logo depois, os dois acusados começaram a mostrar sinais de agressividade quando exigiram milhões de dólares em capital levantado e tokens da empresa, apesar de não oferecerem serviços adicionais. Ambos os homens supostamente ameaçaram o executivo da empresa com sabotagem da ICO e destruição total da startup. O promotor, Richard P. Donoghue, disse:

“Como alegado, Nerayoff e Hlady realizaram uma extorsão a moda antiga, a ser paga com a criptomoeda do século XXI. Nós e nossos parceiros do FBI estão comprometidos em proteger as empresas contra extorsão, sejam as demandas de dólares americanos ou de criptomoeda.”

O diretor assistente encarregado do FBI, William Sweeney, disse que este é um esquema de extorsão clássico e antigo com um toque moderno, acrescentando:

“Impor fortes demandas a uma empresa para ganho pessoal é um negócio arriscado, seja a preferência da pessoa ser paga com criptomoeda ou dinheiro vivo. O FBI continuará buscando justiça para as vítimas cujos negócios foram alvo desses tipos de fraudes.”

US$ 1,2 milhão em Bitcoin ganho através de extorsão sexual e ameaça de bomba 

O Cointelegraph informou em agosto que, de acordo com um relatório da Symantec, os cibercriminosos conseguiram ganhar US$ 1,2 milhão em Bitcoin (BTC) por meio de extorsão sexual e ameaça de bomba, em 12 meses.

De acordo com o relatório, em maio de 2019, 63 carteiras associadas a esses golpes receberam um total de 12,8 BTC, no valor de US$ 106.240 na época. A Symantec estimou a receita anual de US$ 1,2 milhão, tomando o exemplo do mês de maio como uma provável média mensal.






What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Atlas Quantum mostra saldo em três exchanges mas crise segue sem prazo de solução 21

Atlas Quantum mostra saldo em três exchanges mas crise segue sem prazo de solução

ATAIX leva tokens GRAM do Telegram ao público 22

ATAIX leva tokens GRAM do Telegram ao público