Bitcoin ganhou 47% no rescaldo de guerra comercial EUA-China



Bitcoin ganhou 47% no rescaldo de guerra comercial EUA-China 2

O Bitcoin (BTC) superou amplamente os ativos tradicionais de preservação de patrimônio durante a guerra comercial EUAChina, confirmou a administradora de ativos digitais americana Grayscale em pesquisa publicada em 11 de junho.

Atualizando o “Hedging Global Liquidity Risk with Bitcoin” – um relatório originalmente de 2016 – a Grayscale observou que o Bitcoin ganhou 47% no período de 5 a 31 de maio. O segundo ativo de melhor desempenho, o iene japonês, subiu 2,1%.

Além disso, muitos ativos sofreram uma queda devido à disputa comercial, que está em andamento; o índice Nasdaq Composite perdeu 8,7%, tornando-se o pior desempenho de ações globais.

A Grayscale também notou a desvalorização do yuan chinês, um fator que outros já disseram ter estimulado o mercado de touro do Bitcoin em maio, devido à incerteza dos investidores locais.

“Enquanto a queda parece estar em seus estágios iniciais, o Bitcoin está dando um salto antes que esses riscos sejam totalmente refletidos em outros preços de ativos”, comentou o diretor de investimentos e pesquisa da empresa, Matthew Beck.

Os resultados capitalizam uma tendência que viu o Bitcoin ganhar com a instabilidade geopolítica em vários pontos este ano. Como o Cointelegraph relatou, eventos como o Brexit pareciam exercer um efeito semelhante sobre o preço da criptomoeda.

Embora a admissão do Bitcoin como um ativo de cobertura ainda seja algo novo, a Grayscale confirma a crença em seu futuro potencial.

“Embora ainda seja muito cedo no ciclo de vida do Bitcoin como um ativo investível, identificamos evidências que apoiam a noção de que ele pode servir como cobertura em uma crise de liquidez global, particularmente àquelas que resultam em desvalorizações monetárias subsequentes”, concluiu Beck.

Ao mesmo tempo, as teorias sobre a recuperação dos preços do Bitcoin em maio também se inclinam para os não-políticos, como os investidores que experimentam o FOMO (medo de ficar de fora) depois do aumento inicial de abril.



Comments (No)

Leave a Reply