Barclays não é mais o banco da Coinbase

Barclays não é mais o banco da Coinbase 1

O relacionamento bancário de criptomoeda com maior prestígio no mundo acabou

Barclays, o banco global com sede em Londres, não está mais trabalhando com a Coinbase, uma exchange de criptomoedas. E enquanto isso a Coinbase encontrou no Clearbank do Reino Unido um substituto, entretanto, a mudança tem incomodado indiretamente os usuários da exchange.

Isso porque, além do prestígio de trabalhar com um banco doméstico, o Barclays conectou a Coinbase, sediada em São Francisco, ao FPS (Faster Payments Scheme, esquema de pagamento mais rápido) do Reino Unido, permitindo que os usuários retirassem instantaneamente e depositassem libras esterlinas na bolsa. O fim do relacionamento interrompeu o acesso da Coinbase ao FPS – que, por sua vez, reduziu os depósitos e as retiradas em GBP para clientes do Reino Unido, que agora levam dias para serem processados.

A situação é temporária, graças ao novo relacionamento da Coinbase com o ClearBank. Um dos “bancos desafiadores” do Reino Unido que surgiram nos últimos anos para competir com os operadores do mercado, espera-se que o ClearBank restaure o acesso FPS da Coinbase até o final do terceiro trimestre.

Barclays, ClearBank e Coinbase não quiseram comentar.

Medo de seguir em frente

As empresas que lidam com criptomoeda têm dificuldade em obter parceiros bancários, com quase todos os bancos de renome evitando esse negócio.

Assim, quando a Coinbase obteve uma conta bancária no Barclays no início de 2018, a notícia foi recebida com alguma fanfarra. A exchange também recebeu uma licença de dinheiro eletrônico da Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido (FCA) e foi a primeira empresa de criptomoeda a obter acesso ao FPS.

Desde então, o que dizem por aí é que o Barclays ficou com medo dos clientes de criptomoeda; as pessoas têm opiniões diferentes sobre o por que isso pode ter acontecido, mas ninguém sabe ao certo.

“Entendo que o apetite por risco do Barclays se contraiu um pouco – não sei exatamente por que ou o que está motivando isso, talvez tenha havido alguma atividade com a qual eles não estão satisfeitos. Mas é sobre o nível de conforto do Barclays com a criptomoeda como um todo ”, disse o CEO de uma empresa de criptografia do Reino Unido que optou por permanecer anônima.

Outra fonte descreveu o relacionamento Coinbase-Barclays como um programa piloto que simplesmente seguiu seu curso.

Tolerância zero

O ClearBank não está dando carta branca para a Coinbase.

No início desta semana, a Coinbase retirou da lista o zcash, a criptomoeda centrada na privacidade, que usa uma tecnologia chamada provas de conhecimento zero para mascarar detalhes das transações dos observadores do blockchain. Uma pessoa próxima disse que a decisão tinha  “a ver com o novo banco”; O ClearBank não se sentia à vontade em apoiar indiretamente uma moeda com características que dificultam o trabalho da lei.

A Coinbase não foi a única empresa de criptografia a conquistar o Barclays com sucesso. Em 2016, quando o banco estava mais entusiasmado com a tecnologia, o Barclays disse que estava trabalhando com a Circle Internet Financial, cuja principal oferta na época era a Circle Pay, um aplicativo regulado pela FCA que usava bitcoin para ajudar a facilitar transferências de taxa. Os depósitos de clientes foram interrompidos pelo Barclays.

O Banco disse na época: “Podemos confirmar que o Barclays Corporate Banking foi escolhido como parceiro financeiro pela Circle, e apoiamos a exploração de usos positivos do blockchain que podem beneficiar os consumidores e a sociedade.”

Tanto a Barclays quanto a Circle (que desde então mudou seu foco dos pagamentos de varejo para o trading de criptomoedas) se recusaram a comentar sobre o status de seu relacionamento.

Além de trabalhar com o Barclays, a Coinbase mantém uma relação bancária com o LHV Bank, com sede na Estônia, há vários anos. A LHV tem trabalhado para oferecer acesso a Pagamentos mais Rápidos no Reino Unido, mas, de acordo com fontes da indústria, isso ainda pode ser um caminho fora da estrada.

Uma porta-voz da LHV disse à CoinDesk:

“Nós nos juntamos tecnicamente ao esquema de pagamentos mais rápidos, mas ainda há alguns problemas com os quais temos que trabalhar e detalhes legais antes de podermos começar a oferecer pagamentos mais rápidos aos nossos clientes fintech”.

Outros caminhos

Em outras partes do Reino Unido, o BCB Group, corretor de criptomoeda regulado pela FCA, também está trabalhando com o ClearBank. O corretor anunciou recentemente um acordo para trazer o BitStamp, uma exchange com sede em Luxemburgo, para pagamentos mais rápidos por GBP.

Oliver von Landsberg-Sadie, fundador e CEO do BCB, disse à CoinDesk: “Os fundos da GBP de todos os nossos clientes são liberados em 60 segundos nos dois sentidos via FPS; É provável que o Bitstamp seja configurado internamente para repassar esse benefício para seus clientes da GBP (processando informações de pagamento com a mesma rapidez com que o recebem)”.

Outra rota popular para o Faster Payments é via Enumis, regulamentado pelo FCA, que recentemente começou a trabalhar com a Coinfloor, a mais antiga exchange do Reino Unido, para intermediar relacionamentos bancários com empresas de criptomoeda.

Também atuando como um intermediário da Enumis está a Cashaa, com base no Reino Unido, que está ajudando a Binance, que é a maior exchange de criptomoeda do mundo, a ter acesso bancário e ao sistema FPS.

Apesar de seu avesso com as criptomoedas, o Barclays ainda oferece serviços bancários operacionais para o Blockchain.info, o provedor da exchange do Reino Unido que recentemente anunciou planos de entrar no mercado de câmbio com seu serviço de negociação PIT super rápido.

A Blockchain.info não informou à imprensa se sua conta do Barclays era o meio pelo qual a empresa traria pagamentos mais rápidos para seu novo negócio de câmbio.

Fonte: CoinDesk

 


Foto de Bruno Lugarini



Foto de Bruno Lugarini


O autor: Bruno Lugarini

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.








What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Banco do Reino Unido fecha conta-corrente da exchange norte-americana Coinbase 20

Banco do Reino Unido fecha conta-corrente da exchange norte-americana Coinbase

CVM absolve XP Investimentos e CEO da empresa em caso de processo administrativo 21

CVM absolve XP Investimentos e CEO da empresa em caso de processo administrativo