Bakkt anuncia início de testes de contratos Futuros de Bitcoin em 22 de julho


A Bakkt, plataforma de custódia de Bitcoin criada pela Intercontinental Exchange (ICE), planeja começar a testar seus dois contratos Futuros de Bitcoin em 22 de julho.

Em uma postagem em seu blog, Adam White, diretor de operações da Bakkt, escreveu que a plataforma “iniciará testes para aceitação de usuários” para seus contratos Futuros de Bitcoin, que serão listados e negociados pela ICE. Para fazer o anúncio, White não foi nem um pouco modesto: ele comparou o lançamento da Bakkt ao pouso na lua feito pela missão Apollo 11. Por coincidência, a Bakkt será lançada no mesmo mês que o pouso completará 50 anos (20 de julho).

Conforme relatou o CriptoFácil, a Bakkt anunciou no mês passado que começaria os testes em julho; na ocasião, a empresa não forneceu uma data específica para o início dos testes.

Detalhes sobre os contratos

Além da data exata, a ICE forneceu novos detalhes sobre os contratos mensais da Bakkt, bem como atualizou as especificações para os seus contratos diário.

Ambos contratos terão uma flutuação mínima de preço de US$2,50 por Bitcoin (cada contrato representará um Bitcoin). Os negócios podem ser executados a US$0,01 por Bitcoin, com um ciclo de listagens que pode durar até 12 meses (para o contrato mensal) ou 70 dias de contrato elegíveis consecutivos (para o contrato diário). A liquidação final para ambos os contratos será no Bakkt Warehouse.

A ICE anunciou no ano passado que lançaria contratos Futuros de Bitcoin com liquidação física. Ao contrário dos contratos liquidados em dinheiro, como os negociados na bolsa de Chicago CME, os clientes da Bakkt recebem um Bitcoin real no vencimento do contrato e não o equivalente ao preço em moeda fiduciária.

Nesta quinta-feira, 13 de junho, White escreveu que a missão da Bakkt é “apoiar o desenvolvimento de infraestrutura confiável para transações seguras no novo mercado de criptoativos”.

Atrasos marcaram o ano da Bakkt

A Bakkt foi vítima de diversos atrasos desde seu lançamento em 2018. Inicialmente, a empresa seria lançada em dezembro do ano passado; posteriormente, a data foi adiada para janeiro deste ano, a qual também não se concretizou. Esse último adiamento foi, em grande parte, por causa da paralisação do governo dos Estados Unidos, que durou mais de 30 dias.

No entanto, em ambos atrasos, também pesou a falta de aprovações regulatórias. O atraso parece se originar, em parte, por causa do plano da Bakkt de custodiar seus próprios Bitcoins e compensar as negociações por meio da câmara de compensação da ICE.

Vale ressaltar que o dia 22 de julho será a data de início dos testes com os contratos. Nem a ICE nem a Bakkt definiram uma data final de lançamento.

A empresa revelou pela primeira vez no mês passado que estava certificando seus contratos futuros, que incluíam um contrato diário previamente anunciado e um contrato mensal. “Este não é um pequeno passo”, escreveu White. “Este lançamento dará início a um novo padrão para acessar os mercados de criptoativos”.

“Em comparação com outros mercados, a participação institucional nos criptoativos permanece restrita devido a limitações como infraestrutura de mercado e incertezas regulatórias. Isso resulta em menores volumes de negociação, liquidez e transparência de preços do que em mercados mais estabelecidos, como o contrato de futuros Brent Crude da ICE, que conquistou confiança global ao definir o preço mundial do petróleo bruto.”

Leia também: Bakkt deve lançar seu contrato Futuro de Bitcoin em julho deste ano



Source link

Comments (No)

Leave a Reply